J-Stuff#11: Nova colaboração do AKB48 junto com…… Slender

O AKB48 está presente na nova propaganda do comercial “Otokomae Suits” para a Haruyama Shoji. No comercial as integrantes Yuko Oshima, Yuki Kashiwagi, Haruna Kojima, Mariko Shinoda, Minami Takahashi e Mayu Watanabe realizam uma breve performance de “UZA” junto com dançarinos como manequim.

Peraí? Dançarinos?!

SLENDER!!!

J-Stuff#10: Wakuteka Take a chance – Tsunku e Hello! Project inovando mais uma vez

Morning Musume vai lançar seu 51° single, “Wakuteka Take a chance“, no dia 10 deste mês. E já foi disponibilizado o clipe da música:

O post não para falar sobre a música e o clipe em si, os quais eu gostei de ambos. Mas o que chamou a atenção de quando saiu o clipe foi que é uma versão temporária.

E agora que me toquei sobre o “temporário“, algo que nunca tinha visto dentro do J-music. O clipe de “Wakuteka Take a chance” é o primeiro a ter uma versão beta liberada antes da oficial.

É o Hello! Project inovando mais uma vez!

J-Stuff#9: BRIGHT – PV de “Koigokoro” (Ou dafuq? Que é isso?)

No post anterior comentei sobre o PV “NAKED” do SPYAIR, o qual está gerando discussão pela integrantes estarem pelados no clipe. E eu achando que não encontraria algo mais maluco, eis que aparece outro que me fez ter uma reação mais “dafuq” ainda.

O quarteto feminino BRIGHT lançou, no dia 22/08, seu primeiro best álbum “BRIGHT BEST“. O álbum conta com músicas inéditas. Uma delas é “Forever feat. Matsushita Yuya“, sendo que o cantor retribui pela participação delas em “SUPER DRIVE”. A música é uma balada, não chega aos pés de “BAD GIRL!! feat. SKY-HI (AAA)“. Fora que é praticamente um dueto entre Yuya e NANAKA. Provavalmente pela peça de teatro protagonizada pelos dois.

Mas este post não foi somente para falar dessa colaboração. A outra música inédita, “Koigokoro“, também ganhou um clipe o qual chamou bastante a atenção. Pelo menos, para mim:


Outro link AQUI

Queria saber que foi o gênio que deu a idéia de fazer as integrantes brincar de roleta-russa com uma arma? E mesmo que seja de brinqueiro, acho um idiotice usar algo desse tipo. Ainda em um grupo que, acredito eu, fãs jovens. Pode parecer discurso careta, mas se tivesse alguma conotação mais séria, construtiva, tudo bem. Mas isso?

Pior que gostei bastante da música. Muito boa e dando destaque para todas cantarem. E parte dos closes individuais cantando também ficou legal, como elas fazendo a coreografia em várias partes (com um uniforme horrível que nem grupo idol indie usa). E foi só eu, o mais alguém notou uma rivalidade entre NANAKA (que levou bem a sério na interpretação) e MI-MI?

O mais curioso que “Koigokoro” significa “amor“. E aí que o clipe ficar mais estranho. Um fã interpretou “de como o amor poder perigodo, mas de algum modo, divertido também”. E aí? Que vocês acham?

Uma coisa legal do álbum foi que a capa da edição limitada é uma nova versão da capa de outro álbum delas, “Brightest Star”, o qual foi seu debut major em 2008.


BRIGHT 2008 e 2012

E como curiosidade, “BRIGHT BEST” ficou #47 no ranking semanal da Oricon, com apenas 2.339 cópias vendidas.

J-Stuff #7: Namie Amuro e retrospectiva de 20 anos com PVs [PAST VS FUTURE]

Olá pessoal!

Depois de (mais) um longo tempo parado, dando uma ressucitada no blog. E desta vez em grande estilo.

Namie Amuro está comemorando, em 2012, 20 anos de carreira. Ela lançou “Uncontrolled”, seu décimo álbum, e ficou por três semanas seguidas como o mais vendido do ranking Oricon, já ultrapassou mais de 400 mil cópias vendidas. Atualmente é o quarto álbum mais vendido do ano, atrás de “Mr.Children 2005-2010″, “Mr.Children 2001-2005″ e “EXILE JAPAN / Solo”.

20 anos de carreira, mais de 30 milhões de vendas e inúmeros sucesso para justificar a fama de “Rainha do Hip-Hop”. E que tal poder conferir um pouco dessa história?

Então, alguém fez um vídeo com todos os clipes da carreira da Namie, desde o debut solo com “Body Feels EXIT” até os PVs presentes em “Uncontrolled“. Vale a pena muito curti e rever as fases de Namie e sua música:

Como curiosidade, contar como virei (mais) um grande fã dela. Já conhecia Namie de nome e parte de sua história profissional, escutando algumas músicas, e pessoal, mas nunca tinha parado para conferir sua discograia. Isso mudou após ver o clipe de “Sexy Girl“, o qual viciei completamente de cara. Falta ter uma confirmação para ela entrar na minha lista. E veio da melhor maneira com o best álbum “Best Fiction” e curtindo faixa após faixa nele. E, desde então, acompanho com ansiosidade a cada lançamento dela.

Um dos melhores best álbuns do J-music

E falando em novidades, já saiu um preview de “DAMAGE“, próximo single de Namie:

J-Stuff #4: A nova chance do ORANGE RANGE

ORANGE RANGE vai lançar esta semana, dia 18, novo álbum “NEO POP STANDARD“. O oitavo da carreira da banda que certamente é uma das mais conhecidas dentre os fãs de animesongs. E também com grande período de sucesso no Japão.

O ápice veio com o segundo álbum “MusiQ“, que foi o mais vendido de 2004, com 2.630.763 cópias vendidas. O álbum possui algumas da principais músicas da banda, como “Locolotion” e “Chest“. E também o principal hit da banda, “Hana“.
Continuar lendo

J-Stuff #3: GILLE – A nova Che’Nelle?

Ano passado uma cantora australiana, chamada Che’Nelle (シェネル), lançou no Japão um álbum de covers. “Luv Songs” possui músicas do J-music em novas versões e, o mais curioso, todas com as letras em inglês.

O álbum, aos poucos, foi ganhando notoriedade entre a mídia japonesa e quem escuta J-music. “Baby I Love U” tornou-se grande hit, com menção também para “Sunshine Girl“. E o resultado é que “Luv Songs” ficou semanas no Top 10 da Oricon, ultrapassando a marca de 200 mil cópias. Foi também o álbum completo mais baixado, de acordo com o Recochoku. E ganhou o prêmio de “Álbum Conceitual do Ano” no Japan Gold Disc Award 2012.

Fiz essa introdução, porque parece que teremos uma “nova Che’Nelle” em 2012.

Conhecida apenas pelo nome artístico de GILLE, ela fez um cover de “Flying Get“, do AKB48. Detalhe, a letra está em inglês. Confiram:

Continuar lendo